Nossa Tarefa

Se tivermos uma corrente com 100 elos,
99 dos quais tem a força de uma tonelada e um único elo de um quilo,
qual será a força total da corrente?

Um quilo, é claro.

A maior força de um sistema ou conjunto,
se mede pela menor força ou maior debilidade
de qualquer parte desse sistema ou conjunto,
tomada isoladamente.

Isso também se aplica a Seres Humanos, ou seja,
à sociedade ou determinado grupo
como um todo e qualquer dos indivíduos como uma parte.

Assim também se o Mundo tiver um sofredor ou infeliz,
o Mundo terá seu equilíbrio ameaçado.

Serão sofredores e infelizes.

Basta um único sofredor ou infeliz
para não dar garantia de perenidade a qualquer condição atual
de não-sofrimento ou não-infelicidade.

Repare bem nas palavras que usamos,
pois a Alegria é diferente do não-sofrimento
e a Felicidade,
da não felicidade.

Não podemos entrar aqui mais a fundo,
explicando o porque dessas nossas afirmações,
para não tornar o texto ainda mais longo.

Mas,
se Você desejar,
teremos o maior prazer em esclarecê-lo.

O Exemplo anterior dos elos da corrente nos mostra que,
se Você é ou está adiantado,
cumpre a Você ajudar a despertar e libertar
aqueles que agora estão ou parecem mais atrasados.

Pouco importando, para esse efeito,
o Seu grau atual de adiantamento,
ou o grau atual de atraso do Outro.

Em outras palavras,
se um relógio para,
Você descarta o relógio,
jogando-o fora como inútil?

Ou procura ver o que está errado com ele,
consertando a engrenagem que contribui para deixá-lo incapaz,
paralisado?

O Mundo é como esse relógio:

a maior parte das Pessoas foi treinada
para ver o não-funcionamento desse relógio
e por isso reclamar do outro,
dos outros,
das coisas ou mesmo das gerações anteriores,
isso indica total falta de responsabilidade e ignorância.

Nossa Tarefa

Vamos assumir a tarefa e consertar a engrenagem que somos,
permitindo assim voltar a funcionar direito.

Em outras palavras,
se Você estiver no mar
e o barco em que Você está começar a afundar,
Você vai começar reclamando do representante que Lhe vendeu o barco,
do estaleiro que o fabricou,
do projetista que o desenhou… ?

Ou primeiro vai tratar de nadar para não se afogar?

Está na hora de contribuirmos para o Planeta
em que nos encontramos não afunde mais,
nem a sociedade ou comunidade em que nos encontramos,
seja ela a família, empresa,
escola, universidade ou,
simplesmente, rua.

Robiyn-Dolphin-Fenix