❤ “UMOL” #2017-12-31 de Alexandra COITO

RENASKIĜI ❤ UMOL - Desvendando Mistérios e Superando Limitações... 1 Comment

“ … é por isso que
– COMEÇO TODOS OS ANOS,
na PASSAGEM DE ANO, COM UM PULO
– e não com o Pé Direito…!!! ”

Ouça no vídeo acima uma Orientação Particular
à distância
de Robiyn-Dolphin
para Alexandra COITO

“UMOL” – “DESVENDANDO MISTÉRIOS E SUPERANDO LIMITAÇÕES…”

“UMOL” – “UNVEILING MYSTERIES AND OVERCOMING LIMITATIONS…”

(Revelações com Robiyn-Dolphin)

Partilhamos a seguir
a mensagem que recebemos de

Alexandra COITO

após ter recebido esta Orientação Particular com Robiyn-Dolphin

 

“Uma conversa com o Robiyn consegue responder às perguntas de uma vida inteira.”,

♥ ♥ ♥ ♥ ♥

 

Alexandra COITO
Orientação Particular com Robiyn

09/01/2018

Querido Robiyn,

Extasiada por Iluminar…

Aqui vai o Relatório da ORIENTAÇÃO PARTICULAR de 31/12/2017.

Segundo os sintomas que estava a sentir na altura:
muitas dores na base do crânio,
na coluna, não conseguir deitar-me de costas
– só dormir para o lado esquerdo,
falta de ar e muita tosse seca, pele seca e húmida,
garganta seca, língua seca e espessa,
incómodo no ouvido e ficar húmido,
pestanejar muito, planta dos pés arranhada,
pensamentos de preocupação de sobrevivência,
MUITA SOLIDÃO.

Os factos que se passaram nesta Vida, desde Criança:
fazer grandes saltos em comprimento,
que começavam de cócoras
e depois me esticava e sempre atingia o meu objetivo
(ainda hoje para saltar, sempre me encolho primeiro!).

Sintonizei com uma VIDA DE RÃ,
que era esverdeada
(a cor verde sempre me atraiu em pântanos,
lagos, florestas à beira-rio.
Em Dezembro, não me saía a cor “verde musgo” da cabeça
e, engraçado – vesti esta cor na Passagem de Ano.
Nunca tinha pensado vestir esta cor
e só depois de ter vestido
e de me lembrar da Orientação Particular
que tinha feito umas horas antes,
sorri por ver a ligação)…

Ao beber uma água castanha
(café e água),
estava a andar numa água lamacenta
(se caminho por um lugar onde exista lama,
sempre me desvio com medo de cair)…
caí de costas e não me consegui levantar
(em geral, quando caio nesta Vida atual, é de costas). 

Como RÃ, era o pai da família
(no seio familiar, sempre tomo o papel de pai,
coordenando tudo e assumindo as responsabilidades,
agora entendo porque assumo sempre o papel de patriarca da família).

Perdi-me do resto da família de RÃS,
por causa da queda e de não me levantar.
Fiquei inseguro ao ouvir Pássaros,
com receio de desaparecer e ninguém me encontrar.
(Hoje tenho sentimento de solidão
e digo muitas vezes
“eu sou carente de família; 
é isto que me falta”.
Tenho nesta Vida atual, Humana, pais e filha
– mas sinto falta de família.
Vejo-me sempre com uma família grande com 5 ou 7 filhos.
A casa onde vivo nesta Vida atual,
é uma casa para uma família.
Quando levo um Grupo de Pessoas,
o que acontece todos os anos,
sempre coordeno bem o Grupo,
mas estou sempre com receio de perder algum deles).

Desde o dia 1 de Janeiro,
deste Novo ANO,
Ou seja, desde o Dia seguinte
a esta minha ORIENTAÇÃO PARTICULAR com o Robiyn…
tenho notado que ao respirar
faço um “barulhinho” que parece o som das RÃS.
É bem engraçado.

Robiyn, só consegui ver um documentário
sobre as várias espécies de RÃS que existem.
Ainda não encontrei nenhum filme com RÃS.

Obrigada Robiyn,
por me ajudar uma vez mais a transformar a minha vida,
ultrapassando todas as dificuldades.

Abraços
Alexandra

Comments 1

  1. Extasiadíssimo, Robiyn e Alexandra! Pela partilha e pelo que foi feito (libertação dos animais dos incidentes, etc.). Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *