Você e o Dinheiro Uma Relação Saudável ? – Revista Saber – Junho de 1999, pg. 81

paulofontes ❤ Imprensa, Media Deixe um Comentário

Quer Você queira aceitá-lo ou não, há um facto irrefutável: só há duas coisas que praticamente todos os Seres Humanos compartilham fazendo-as circular entre Si ? o Ar e o Dinheiro.

O Ar é indispensável para a Vida e Todos reconhecemos e aceitamos plenamente esse facto como algo natural. E o Dinheiro, qual a nossa atitude com Ele?

Este é um pequeno extracto de um dos meus livros cujo título é exactamente o desta matéria. É também parte do tema do workshop (curso prático) “Problemas Financeiros: medo à Riqueza? Ou Amor à Pobreza? Liberte? Se já!”, que estarei dando no Funchal, no fim de semana de 12 e 13 de Junho do corrente, no Casino Park Hotel.

Apesar do nome, o workshop é benéfico também para quem não tem nenhum tipo de problemas financeiros pois introduzo novos parâmetros nos conceitos económicos baseados numa Economia de Integração Harmónica que se torna construtiva para todas as partes envolvidas e a Sociedade em geral.

O assunto é vasto, a minha abordagem é única e diferente, e torna-se um pouco difícil resumi-lo no espaço de uma página, como aqui temos que fazer.

O Dinheiro, como muitas coisas na Vida, tem Qualidades e Defeitos. Entre as Qualidades, constam:

  • Uma memória incrível.
  • Um olfato melhor que o de um Pastor Alemão ou de qualquer outro Cão.
  • Um radar ou sonar como o dos Golfinhos, Morcegos e certos Outros Animais.
  • É extremamente Comunicativo.
  • Gosta de ambientes limpos e arrumados.
  • Um sentimento de Gratidão melhor que o da maioria dos Seres Humanos.
  • Uma Determinação incomparável, uma Energia Inesgotável, o conceito de Abundância.
  • Um sentido de Missão que todo o Ser Humano de alguma forma busca, daria qualquer coisa para conseguir e normalmente não consegue.

Entre os Defeitos:

  • Alergia à Pobreza.
  • Complexo de Perseguição.
  • Claustrofobia.

Ora como é que tudo isto afecta o comportamento do Dinheiro? Como ele tem Alergia à Pobreza, nunca fica com os Pobres. Foge da Pobreza. Gosta sim de ambientes limpos e arrumados, que normalmente encontra na casa dos Ricos.

Tem complexo de Perseguição ? Você persegue o Dinheiro e ele foge da Sua Vida. É mais fácil conseguir apanhar uma Enguia (que é por natureza escorregadia), com as mãos besuntadas de manteiga do que perseguir e segurar o Dinheiro. Por isso nunca corra atrás do Dinheiro. Pelo contrário, deixe o Dinheiro correr atrás de Você. Como assim?

Livre-Se das Preocupações com o Dinheiro e canalize toda a Sua Energia para fazer tudo o que Você faz ? sejam as coisas mais complexas e difíceis, sejam as mais insignificantes e triviais ? canalize tudo de Si para fazê-las dando o melhor de Si a cada instante, com Amor, com Dedicação, com Qualidade, com Excelência…

… E pronto: O Dinheiro como sabe bem qual é a Sua Missão, que é a de servir a Quem presta serviços com Amor, Dedicação, Qualidade e Excelência, não se sente bem enquanto não encontra essa Pessoa e Lhe presta esses serviços. Como é determinado, quase obstinado, o Dinheiro usa o Seu excelente olfacto, radar e memória para rastrear essa Pessoa e prestar-Lhe serviços. Infatigável, não pára enquanto não o consegue.

Portanto em vez de inverter os papéis e correr atrás do Dinheiro como possivelmente tem feito até agora, assuma o Seu papel e deixe o Dinheiro assumir o dele.

O Dinheiro não consegue ficar encerrado muito tempo, tem Claustrofobia ? de facto, “Bolsofobia”.

Quando Você o guarda por muito tempo, ele já sai perturbado e com vontade de nunca mais voltar para quem o tratou assim, deixando-o encerrado. Sendo muito Comunicativo, fala para todos os Seus Parentes, avisando-os, “Fulano de tal é um Carrasco, não nos deixa livres” . Os Parentes, assim alertados, deixam de aparecer na Vida dessa Pessoa. Se estivermos falando por exemplo de Escudos, os Parentes seriam Francos, Dólares, Libras, Marcos, Liras, Yen, etc.

Por isso, é muito importante deixar fluir o Dinheiro. De facto a Vida inteira é um fluxo. Viver é fluir e deixar fluir.

A Água estagnada vira Pântano. O Sangue estagnado vira Gangrena. O Dinheiro estagnado faz de Você um milionário, mas apesar de todo esse Dinheiro, talvez Você não possa resolver um problema de Saúde seja Seu ou de um Parente, ou tirar Alguém da dependência das drogas. O Conhecimento parado faz de Você um Intelectual, vaidoso e teórico. O Amor parado, faz de Você um ladrão cósmico.

A Água foi feita para fluir, quanto mais flui, mais límpida e cristalina é ? fonte de limpeza e Saúde. O Sangue que flui, traz Bem-Estar e Saúde ao corpo. O Dinheiro, quanto mais flui, mais traz Bem-Estar a Todos. Seja rico! Seja milionário! Não existe mal nenhum nisso, desde que a Sua riqueza seja baseada no serviço ao Próximo, com Cuidados, Qualidade e Amor, fazendo fluir o Seu Dinheiro e ajudando simultaneamente os Outros a crescer e a fazer o mesmo.

Sabedoria, é a capacidade de utilizar o Conhecimento com Ética, ao serviço de Todos, pois quanto mais este flui, mais ajuda, trazendo Equilíbrio e Libertação.

O Amor foi feito para fluir, e se Você o estagna, Você está roubando de Si mesmo a oportunidade de descobrir quem Você é, de Servir os Demais, de ser Feliz, fazendo aos Outros Felizes, de amar e ser amado.

Cada vez que gasto dinheiro (falo gastar, e não, esbanjar) faço-o com Alegria, pois sei que estou contribuindo para o crescimento de Todos os Outros.

Como assim? E porque Todos os Outros?

Costumo dizer: “Quer saber quantos Empregados tenho?”

Cinco bilhões e meio.

“Mas isso é a população inteira do Planeta Terra”, dirá Você.

Exactamente. Cada habitante deste Planeta é um Empregado meu. Cada vez que vou, por exemplo, ao Supermercado, gasto com gosto e ainda digo ao pagar: “Que cresça e se multiplique.” Pois sei que estou com isso, garantindo o salário do Caixa dessa Empresa e, conseqüentemente, o sustento de muitas outras Pessoas. O Dono do Supermercado, ou para esse efeito, de qualquer outra Empresa, não tem Dinheiro para pagar Seus Funcionários. O máximo que poderá ter é um capital de giro que, se não houvesse outros ingressos, permitir-Lhe-ia aguentar talvez uns tantos meses e nada mais! Quem paga os Salários dos Funcionários desse Supermercado ou de qualquer outra Empresa, são Pessoas comuns como Você e eu que utilizam os seus produtos e serviços. Como? Manifestando a nossa gratidão (Sua, minha, etc.) simultaneamente com pensamentos, palavras e atitudes, entre as quais a de permitir sustentar essa Empresa e Seus Funcionários, colaborando com Ela, com a própria existência dela, com uma troca sob a forma de Dinheiro.

Como dizia, isso garante por Sua vez o sustento de muitas outras Pessoas, além do próprio Funcionário e Seu Patrão: Seus Parentes (deles), Seus Empregados, os lugares onde Eles vão fazer compras, etc, enfim é uma corrente viva, um ciclo interminável, que dando a volta ? repare só bem nisso, que engraçado ? dando a volta, vem parar a mim!!!

Por quê? Porque afinal, assim como tenho cinco bilhões e meio de Funcionários, também tenho cinco bilhões e meio de Patrões. Isso mesmo, a População inteira do Planeta…

Por isso, sei que a partir deste momento, Você sabe, tem consciência, de que conta comigo para o Seu próprio sustento nesta Vida, neste Planeta, hoje, agora e sempre, assim como Todos os Outros também contam comigo. Será que agora que Você já sabe de tudo isto, poderemos Todos nós contar com Você também, para o nosso sustento?

Com confiança, dedicação, paciência, cuidados, gratidão e Amor:

Obrigado por Existir e permitir-me e permitir-nos, a Todos nós, cuidar de Você com o melhor que podemos, nossas Qualidades, Serviços e Excelência…

Seu companheiro de Vida… uma Existência no Planeta Terra…

Robiyn

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *